quarta-feira, 3 de julho de 2013

O final do filme Homem de Aço gera controvérsia entre fãs

 [por Gelson Weschenfelder @Gweschenfelder]

O clímax do Homem de Aço de Zack Snyder, parece estar deixando alguns fãs desconfortáveis, entre eles o roteirista de quadrinhos Mark Waid (ah, tem Spoilers).

No final do filme Homem de Aço, o nosso super-herói azulão é forçado a matar o vilão, o General Zod. Isso ocorre, a fim de salvar a raça humana da ira do vilão. É claro que é a única opção, pois Zod vai punir o planeta Terra pela suposta traição de Kal-El.

Foi um momento de tal magnitude, onde o azulão é devastado pela ação que é forçado a tomar, porém muitos fãs vão contra este final e contra Snyder, conhecido por ser fiel aos quadrinhos. Bem, na verdade, Superman não é um assassino por natureza e claro que irá tomar todas as medidas possíveis para evitar tal ação. Todo fã de quadrinhos sabe que ele tomou tal atitude várias vezes a fim de salvar vidas. É um lado sombrio para o mito, e se entende por que muitos não gostaram de vê-lo na telona cometendo tal ato.



Bem, Mark Waid é um dos que não vê o personagem dessa forma, aqui é o seu depoimento que saiu no site comicbookmovie

Para nosso super-herói vencer, não há outra escolha senão tirando a vida de Zod, quebrando o seu pescoço. Em um momento bem construído, Zod fora de controle e Superman de fato salvando vidas (pois no barco de pesca nos 90 minutos iniciais estava salvando vidas casualmente), havia murmurros ‘não faz, isso, não faz isso’, porém o murmurro não adiantou, O herói queridinho mata. Não acreditando, uma voz alta exclamou  "é isso, deixei de ser seu fã, to fora", sendo contido pela namorada. Aquele cara era eu, muitos falaram que fiz isso assistindo o filme, comparando a traição que senti.

Com os créditos finais, fui tombado, pois Superman não mata. Porém o herói lamentou a morte deste; tive que conceder, pois os diretores colocar o herói em um caminho onde, não havia outra escolha. Ele foi pegado de jeito,  ele sempre irá defender os seres humanos, e salvar suas vidas, porém esta foi um jeito diferente. Mostrou-me que a tentativa de proteger simultaneamente os seres humanos e enfrentar Zod é um custo muito doloroso ao nosso herói. Ele teve uma decisão difícil a tomar, e o vez. Não foi  uma vitória, foi uma ‘catarse’, um dever cumprido, diante da real situação, ninguém ganhou, mas o planeta está a salvo ”.
Coincidência ou homenagem?

Não há nenhum Superman definitivo, ele é um caráter que teve inúmeras encarnações diante dos anos, tudo depende dos roteiristas . Se olharmos o final do clássico do Superman II, o herói também acaba matando Zod. Isso é uma história escura de Superman, não há dúvidas, mas talvez na próxima vamos ver golpes mais leves. 


Postar um comentário