domingo, 28 de julho de 2013

O desenhista da "Trinity War", Ivan Reis comenta sobre o novo projeto

[ por Gelson Weschenfelder @Gweschenfelder]

 O brasileiro Ivan Reis pode ser conhecido como um artista que pode desenhar batalhas espaciais épicas, mas neste verão, ele está ajudando DC a combinar super-heróis icones com um mistério de assassinato dramático no evento de verão, Trinity War.
Trinity War Ivan Reis 

O evento une mais uma vez com o roteirista Geoff Johns - ou seja, os dois têm trabalhado juntos em projetos desde 2006, combinando os seus esforços com a equipe de arte de longa data Joe Prado e Rod Reis.

Mas de acordo com Ivan Reis, todo a trama na história  tem um objetivo para ele: Diversão. E ele diz que é exatamente o que ele sente  trabalhando em War Trindade.

Reis começou a desenhar profissionalmente quando ele tinha apenas 14 anos. Cinco anos depois, ele estreou em quadrinhos norte-americanos com o Ghost para a Dark Horse. Ao longo de sua carreira, pois, ele trabalhou em quadrinhos para várias editoras, incluindo a Marvel e DC, mas realmente chamou a atenção dos fãs em 2005, com as batalhas épicas que ele desenhou na DC, a  mini-série Guerra Rann-Thanagar.
Não muito depois que terminou, começou um projeto com Geoff Johns em Lanterna Verde  em 2006. Durante seus quase três anos sobre o título, Reis desenhou o visual do universo em expansão dos quadrinhos, levando-se ao seu trabalho sobre os acontecimentos DC Blackest Night e Brightest Day.
O artista, então, ajudou a lançar a surpreendentemente e bem sucedida com Johns em Aquaman em 2011 (News 52), até deixar essa série no início deste ano para assumir outro projeto com Johns, Justice League.

 
Reis resume em uma única palavra o novo projeto, ... épica! "É uma história que envolve um monte de coisas acontecendo, e visualmente, exige um monte de tiros dinâmicas e de impacto. Mas, ao mesmo tempo, tem um monte de cenas dramáticas. Então, sem dúvida, é um dos trabalhos mais complexos que eu já fiz. Estou colocando tudo o que eu aprendi ao longo dos anos nessa história, e isso tem sido muito gratificante para mim como artista".
Postar um comentário