segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Superior Spider-Man #1: O início de uma tragédia anunciada


Sem saber se conter, Dan Slott já revela logo de cara qual é a saída planejada para toda essa confusão

Atenção: resenha com spoilers para quem lê os gibis da Marvel no Brasil.

Foi em meados dos anos 90, quando a Marvel achava que a fórmula do “Homem-Aranha casado” já tinha o que dar, que foi iniciada a tão mal falada Saga do Clone. Como você sabe, não deu certo: a Casa das Ideias desistiu de manter Ben Reilly como o Aranha e restituiu Peter Parker ao posto, tudo isso sob as vaias dos fãs mais enraivecidos.
Mais de 15 anos depois, a história deve se repetir. Pelo menos é o que dá para apostar lendo Superior Spider-Man #1 (Marvel Comics, 23 páginas, US$ 3,99), publicado nesta quarta-feira (09/01) nos EUA e que pode ser comprado digitalmente pelos brasileiros via ComiXology ou no site da Marvel.
Como você sabe, tivemos uma grande reviravolta no status quo do Cabeça-de-Teia nas últimas três edições de Amazing Spider-Man – que acabou cancelada na edição 700. O vilão Otto Octavius, que estava prestes a morrer, iniciou o último plano, no qual usou um octobot para realizar uma troca de padrões mentais entre ele e o Escalador de Paredes. Assim, a consciência e as memórias de Doc Ock foram para na mente de Peter, enquanto o herói se viu “dentro” da cabeça do vilão. Como efeito colateral, ambos passaram a ter acesso às memórias do outro. Dessa forma, Octopus descobriu todos os detalhes da vida de Peter Parker.

Postar um comentário