domingo, 10 de fevereiro de 2013

As Melhores Performances dos Filmes Baseados em Quadrinhos Parte II

Dando continuidade as melhores performances, colocamos mais atores que interpretaram de forma digna seus personagens, respeitando tanto o material original quanto os fãs.


Denny de Vito - Pinguim



Por que ele teve um grande desempenho: Um grande ator, mesmo que baixinho, Denny de Vito deu vida ao Pinguim de uma forma soberba na visão gática de Tim Burton. Um híbrido de humano e pinguim, a sua origem é deveras ridícula e o personagem só não foi também pois De Vito deu um show como o perverso e sádico vilão. Talvez não houvesse outro ator que faria tão bem ou vá fazer. Denny De Vito simplesmente roubou a cena do ator principal.

Momento marcante: A cena do Pinguim controlando o batmóvel é muito engraçada, vendo o vilão controlando o carro como se fosse uma criança endiabrada, pulando e zoando, é sem dúvida antológica.




Chris Evans - JENSEN



Por que ele teve um grande desempenho: O prêmio por aparições no cinema em filmes baseado em histórias em quadrinhos vai para Chris Evans com papéis nos dois filmes do Quarteto Fantástico, Scott Pilgrim ,The Losers , Capitão América: O Primeiro Vingador , Os Vingadores , dublando Casey Jones em TMNT , e o super-poderoso (e mais tarde se transformou em uma história em quadrinhos) Push (no Brasil, Heróis) .

Destacando uma de suas muitas atuações de qualidade em personagem de quadrinhos é uma proposta interessante, com suas performances mais recentes, como o Capitão América, são definitivamente destaques entre seus muitos papéis. Mas seu nome está nesta lista não pelas suas realizações conjuntas ou seu perfil mais alto. Não, esta nesta lista por Jensen, o membro inteligente e engraçado do esquadrão de operações especiais, do filme The Losers ( Os Perdedores) que faz o Esquadrão Classe A paracer uma tropa de escoteiros. Ele veio das páginas dos quadrinhos de Robert Kanigher, e fez o seu  papel muito bem, com um humor sarcástico juntamente com um otimismo único que não vemos em Evans em qualquer outro trabalho do ator.

Momento marcante: Jensen coloca as duas mãos para cima, fazendo formas de armas com seus dedos, e diz aos bandidos que tem experiências e poderes da mente. Ele aponta e faz um ruído com a boca, simulando o som de um tiro e um dos bandidos cai com um tiro, para repetir em outro bandido. Ao longe é mostrado Pooch usando um rifle sniper de alta potência e de longa distância para derrubar os bandidos. É a combinação perfeita de letalidade e risos que faz Jensen, e Evans, tão grandes.





ANNE HATHAWAY - Selina Kyle




Por que ela teve um grande desempenho: Um monte de gente questionou Anne Hathaway - que já atuou em filmes como O Diário da Princesa e Ella Enchanted - como a Mulher-Gato, dadas as funções de comediante que ela geralmente é conhecida em sua carreira. Claro, muita gente se perguntou por que o cara de 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você foi lançado como o Coringa, e nós sabemos como isso acabou, certo?

Hathaway foi uma espécie de revelação como Selina Kyle, andando agilmente na linha entre heroína e vilã, mas carismática e atraente o suficiente para que você torcesse para ela de qualquer maneira - o que é meio que a personagem da Mulher-Gato é tudo (mesmo que o filme na verdade nunca ninguém a tenha chamado-a de "Mulher Gato" em qualquer ponto). Houve algum clamor entre o público para um filme solo da personagem após o fim de O Cavaleiro das Trevas Ressurge , praticamente garantindo que Hathaway efetivamente fez todos esquecerem do filme de 2004 de Halle Berry (provavelmente não deveria ter sequer tocado no assunto, sinto muito por isso) .

Momento Marcante: Logo no início do filme estabelece que vale a pena levá-la a sério (e prestar séria atenção), pois entra facilmente na mansão, abre o cofre de Bruce Wayne e ainda derruba o mesmo, saindo facilmente pela janela, caminhado para fora da mansão despreocupadamente. Ela também foi brevemente presa e após ter sido provocada por seus colegas (do sexo masculino) prisioneiros, quebra o pulso de um deles, mostrando claramente que é a antítese de uma donzela em perigo.




Andrew Garfield - Peter Parker / Homem-Aranha




Por que ele teve um grande desempenho: Como Peter Parker, Andrew Garfield é o adolescente desengonçado, desajeitado e inteligente. Ele reage a situações boas e ruins a maneira como um adolescente realmente faria. Como Homem-Aranha, quando a máscara cai, ele está rindo e brincando, ele é de outro mundo incrivelmente confiante e determinado. Ele é Peter Parker e ele é o Homem-Aranha, da forma que apenas os quadrinhos sempre foram capazes de mostrar antes.

Tendo química perfeita com a adorável Emma Stone como Gwen Stacy, um desempenho de destaque que também faz parte desta lista , certamente pode dizer que Garfield fez bem ao personagem.

Momento Marcante: Como Peter, pouco depois de ter sido mordido pela aranha radioativa, Garfield trocou sua forma inteira de mover-se através da casa e a interação com a Tia May e Tio Ben .Ele começa lentamente a mostrar seus poderes, lançou-se no ar, e mostrou reflexos intensos enquanto claramente mostra uma maneira nova de ser. Como Aranha? Vamos lá, salvar o garoto e da-lhe a máscara era apenas um tipo de momento "confie em mim" .




Emma Stone - Gwen Stacy



Por que ela teve um grande desempenho: Emma Stone já provou que é uma atriz de talento e como Gwen Stacy está muito bem caracterizada. Mostrando maturidade no papel, consegue nos fazer esquecer a Mary Jane de Kirsten Dunst. Como Gwen, Stone nos mostra uma adolescente que realmente imaginamos ser a Gwen dos Quadrinhos nos dias de hoje. Quando está em cena com Garfield, o Peter Parker, engrandece a interpretação do ator, pois ela consegue levantar o nível das cenas. Mas supera o herói com sua doçura e força para a personagem.

Momento Marcante: Na verdade em qualquer cena que ela esteja, mas a cena do enterro do Capitão Stacy, ela mostra somente pelo olhos seu sofrimento, e quando vai atrás de Peter e o indaga por que não esteve ao lado dela, consagra sua Gwen Stacy na mitologia dos filmes do Aranha. Agora, imagine a cena da morte da personagem em um filme futuro. Sendo feita corretamente, será uma das mais importantes dos filmes.




Chloë Grace Moretz - Hit-Girl




Por que ela teve um grande desempenho: Na HQ, Mindy Macready, também conhecida como Hit-Girl é um excelente exemplo de cultura pop ridículo. Um inacreditável excesso de sangue, bocas ensanguentadas, uma vigilante pré-adolescente louca e assassina? Na melhor das hipóteses, é flagrantemente empurrada ao limite apenas para o bem ou ela só pertence a mesma categoria dos psicóticos?. 

Mas tudo isso está no desempenho da então com 13 anos, Chloë Grace Moretz na adaptação cinematográfica dos quadrinhos de Mark Millar, Kick-Ass .

Moretz consegue não só roubar o filme de seu pai na tela, o vencedor do Oscar Nicolas Cage (no modo maníaco completo), mas do personagem de Aaron Johnson, o herói do título, trazendo Hit-Girl para a vida exatamente como ela apareceu nas páginas da HQ. Moretz como Hit-Girl dá tiro na cabeça das pessoas, as esfaqueia no coração, sem medo de ser amaldiçoada por um inimigo, e interpreta a personagem com profissionalismo e autoridade genuína que ela conquistou não apenas dos cansados ​​fãs de quadrinhos e críticos de cinema inconscientes, mas mesmo aqueles que encontram uma personagem moralmente censurável (mesmo na ficção), todos foram conquistados. Com o seu talento comprovado em um papel que iria desafiar alguém quatro vezes sua idade, Moretz passou de Kick-Ass , para papéis no filme dramático vencedor do Oscar A Invenção de Hugo Cabret , e uma parte recorrente na TV, onde ela tem a sua própria luta com nenhum outro senão Alec Baldwin em 30 Rock .Os fãs de cinema de histórias em quadrinhos agora tem que se preocupar com ela ficando muito grande, literal e figuradamente, para interpretar Hit-Girl novamente na sequência.

Momento Marcante: No clímax do filme, Hit-Girl é encurralada por mais de meia dúzia de bandidos armados com uma variedade de armas e, embora nunca há qualquer dúvida de como isso vai acabar, observando o incêndio que os heróis enfrentam, há a luta contra os  mafiosos aterrorizados em uma sequência de ação fantástica e competente e de uma torcida incrível.





Tom Hiddleston - LOKI




Por que ele teve um grande desempenho: Quando ele estava no elenco como o vilão mais importante em Thor , Tom Hiddleston era um ator relativamente desconhecido. Mas em vez de ser ofuscado pelo elenco do filme, cheio de vencedores do Oscar como Anthony Hopkins e Natalie Portman, ele roubou a cena em quase todas em que ele apareceu. Ele era uma figura tão compreensível trágica, na verdade, que houve alguns momentos em que nós meio que queríamos que o pobre Loki ganhasse.

A chave para seu sucesso? Sua atuação fez o deus Loki parecer real, e até mesmo humano. E enquanto ele pode ter usado a sua experiência de Shakespeare, quando ele interpretou a tragédia familiar mitológico de Thor , Hiddleston fez perfeitamente a transição para a inteligência e o humor em suas cenas neste verão em Os Vingadores .

Momento Marcante: Em Thor e Os Vingadores, ambos foram exibidos a personificação de Loki de Hiddleston, mais de uma vez - principalmente quando o bandido estava em cativeiro dentro do Helicarrier da SHIELD , com sucesso, despertando o mal em todos, da Viúva Negra ao Hulk.

Ma acho que a maior demonstração de suas habilidades de atuação foi no final de Os Vingadores, quando Loki foi confrontado por seu irmão no topo da torre Stark. Ele, na verdade, tinha-nos convencido de que estava sendo sincero, mas logo, esfaqueia Thor ao lado. "Sinto muito", disse ele com uma lágrima em seu olho.




JK Simmons - J. Jonah Jameson






Por que ele teve um grande desempenho: Às vezes, um grande desempenho em um filme de quadrinhos é subverter todas as expectativas. Adicionar camadas que nunca uma audiência previamente reconhecida no material de origem; destacando uma verdade central para o personagem que estava oculta.

JK Simmons, como J. Jonah Jameson nos três filmes do Homem-Aranha de Sam Raimi, não somente fiz isso. Em vez disso, ele personificava a versão em quatro cores do chefe de Peter Parker de forma estranha, literalmente trazendo o amado personagem de décadas à vida.

O papel foi tão bem recebido que Simmons estendeu o papel a uma performance vocal no atual série de animação do Ultimate Homem-Aranha (e uma participação especial em Os Simpsons . Muitos fãs suspeitam que o personagem não apareceu neste último filme Amazing Spider-Man em grande parte porque teria sido impossível superar o J.J. de Simmons. Realmente insuperável.

Momento Marcante: Praticamente qualquer cena que ele está tem uma qualidade consistente (quando a trilogia muitas vezes não tem), então vamos ir com o original, em 2002, o Homem-Aranha , como que tinha a vantagem de ter o fator uau inicial a ela. Na cena onde Peter pede o emprego e Jameson diz que a melhor coisa para um garoto da idade dele era ser free-lancer, Peter o olha com aquela cara de pidão. Aí Jamenson diz: " Peru. Te dou um grande peru no Natal. Mas nunca disse que tinha um emprego. Agora cai fora daqui." É antológico e vai ficar para sempre na minha memória.




Hugh Jackman - Wolverine




Por que ele teve um grande desempenho: Wolverine tinha tido um monte de histórias em quadrinhos em 2000 (e muitos mais agora), então os fãs sabiam muito sobre o personagem no tempo em que o primeiro filme dos X-Men saiu: Por um lado, ele é baixinho. Por outro, ele é canadense.

Então ... como lançar um australiano de 1,88 de altura no papel?

Em vez de se revoltar, muitos fãs de quadrinhos abraçaram Jackman no papel por quatro filmes (cinco, se contar uma particularmente memorável cena em X-men: First Class), com mais dois a caminho, agora que Jackman foi confirma para voltar em X-Men: Dias do Futuro Passado.

Jackman se tornou Wolverine, pregando tanto a ferocidade e nobreza, e muitas vezes o escondido (mas ainda assim verdadeiro) lado macio que definiu o personagem, incorporando as qualidades que fizeram dele esmagadoramente popular há décadas.

Também ajuda que Jackman parece adorar ser Wolverine, e que é profundamente diferente do que a maioria das outras funções exercidas pelo ator, que tem formação em teatro musical - algo que Saturday Night Live pegou em um momento pouco recorrente. E enquanto a maioria dos atores estão em perigo de ficar velho demais para jogar um super-herói icônico, é provável que Jackman volte bastante como Wolverine, se ele assim o desejar - afinal, a versão em quadrinhos do personagem nasceu em no final de 1800 e ele poderia ser o personagem até mesmo velho.

Momento Marcante: A melhor cena de ação de Jackman é na de sua fúria em X2, mas ouvir Wolverine dizendo a Ciclope no primeiro filme de X-Men o que ele provavelmente desejava falar a anos nos quadrinhos, mas não conseguiu devido aos regulamentos de conteúdo: " Você é um idiota. " é épico.





Gary Oldman - Comissário Gordon




Por que ele teve um grande desempenho: Existem dois tipos de atores em Hollywood: estrelas de cinema e atores de personagem. Em casos raros, estrelas de cinema podem submergirem em um personagem, mas mais frequentemente as linhas são claras.

Michael Caine e Morgan Freeman da trilogia de Batman deu performances maravilhosamente atraentes, por exemplo, impregnando os três filmes com seriedade substanciais. Mas ambos jogaram basicamente extensões de suas próprias personas familiares e icônicas. Adorei o Lucius Fox e Alfred e porque eles eram tudo o que gosto em Caine e Freeman.

Gary Oldman, por outro lado, é um verdadeiro ator de personagem e um dos melhores - se não o melhor no negócio. Talvez o mais próximo que ele seja em Hollywood, tipo uma Meryl Streep com um cromossomo Y. Oldman recria seres únicos e distintos em cada papel em suas peças, incluindo alguns vilões icônicos, over-the-top de gênero no início de sua carreira em Hollywood. E enquanto Jim Gordon é uma de suas interpretações menos vistosas, é a dignidade silenciosa dele que consegue encarnar em um verdadeiro amigo de Batman que torna tal desempenho bem sutil e a cola para a série de filmes.

Momento Marcante: O desempenho de toda a trilogia Batman soa verdadeiro do início ao fim, mas Gordon pilotando o Tumbler do Batman e ele retornando da "morte" para ajudar a subjugar o Coringa se destacam como momentos de diversão em cenas de ação.





ROBERT DOWNEY JR.-TONY STARK/HOMEM DE FERRO







Por que ele teve um grande desempenho: E enquanto Gary Oldman é um verdadeiro ator de personagem, Robert Downey Jr. como Tony Stark, que desempenhou o Homem de Ferro em seus próprios filmes e em Os Vingadores, é a própria definição de estrela de cinema de Hollywood.

RDJ não é tanto como uma encarnação de Tony Stark clássico dos quadrinhos, como o ator mesmo disse. Deu vida a Tony Stark de um jeito que os leitores da Marvel de repente perceberam que desejavam que a versão em quadrinhos sempre tivesse sido.

Seu cinético, hiper-inteligente, modesto-ainda-ultra-arrogante Stark é na maior parte apenas Downey Jr. sendo Downey Jr., em um raro casamento entre um papel e um carisma natural do ator, que foi como tivesse sido feito no céu de Stan Lee .

A chave para seu apelo massivo é que Downey Jr. sabia o suficiente para se deleitar em simplesmente ser Stark e Homem de Ferro no primeiro Homem de Ferro e Os Vingadores. A alegria pura claramente tinha em ser ele mesmo era contagiante. Devido a um passo em falso do roteiro, Downey e o diretor Jon Favreau deixaram que se afastassem em Homem de Ferro 2 . Sendo tanto Homem de Ferro e Stark, se tornou onerosa, uma das principais razões por que o filme saiu como severo e cruel em comparação com os outros dois.

O desempenho de Downey Jr. utiliza uma habilidade diferente do definido a Oldman ou o próximo cara na nossa contagem regressiva, mas não menos que impressionante. Ele dá vida a um personagem em um filme multi-bilionário e os fãs não parecem prontos para aceitar outro ator no papel ainda.

Momento Marcante:  Os momentos iniciais do Homem de Ferro , onde Stark sai brincando com os soldados que o escoltam para o local de teste de suas armas, imediatamente definem o tom para o personagem. Como foi o caso dos soldados, o público adorou imediatamente Downey Jr. O astro simplesmente cativou o público e colocou-os sob seu feitiço.



Heath Ledger - o Coringa







Por que ele teve um grande desempenho: A coisa sobre interpretação de Heath Ledger, o caótico Coringa em 2008 de O Cavaleiro das Trevas é que, durante meses antes de a primeira imagem do personagem ser ainda lançada, a Warner Brothers construiu o tipo de lenda em torno do desempenho de Ledger, que um ator menor nunca teria sido capaz de fazer bem.

À medida que os meses que antecederam o filme foi passando, e os fãs tanto casuais, quanto os hardcore, participaram da promocional caçada para ser recompensado com vislumbres, mesmo breves, de Ledger em caráter. A Warner Brothers, o diretor Christopher Nolan, a co-estrela Christian Bale e Gary Oldman, e até mesmo Ledger construiram um culto de personalidade em torno do Coringa como um terrorista enlouquecido, uma força anárquica da natureza que Batman de Bale não poderia começar a entender, muito menos a derrotar. Histórias de suposta loucura de Ledger ao tentar incorporar plenamente o personagem ainda permeiam conversas sobre o filme, especialmente depois de meses da prematura morte de Ledger antes do lançamento do filme.

E você sabe o que? Mesmo com todo o hype , todas essas histórias, lendas e especulações de fãs, Ledger conseguiu ultrapassar as expectativas do que foi possível nos limites de retratar um personagem criado. Ledger incorporou totalmente o Coringa, desaparecendo não apenas atrás de camadas de maquiagem e prótese, mas por trás de estranhos movimentos frágeis, olhos inconstantes, uma voz quebrada perturbadora e da inquietação de uma língua. Ledger tornou-se o Coringa, não por imitar o que tinha vindo antes, mas mergulhando na escuridão e trazendo- o para a superfície. O Coringa de O Cavaleiro das Trevas foi uma performance definitiva de um ator que já era bem conhecido por sua capacidade de encontrar o núcleo de cada personagem que ele interpretou.

Momento Marcante: É difícil diminuir um único momento de O Cavaleiro das Trevas que realmente define a atuação de Ledger - ele rouba todas as cenas que ele está - mas tão bons quanto qualquer um é seu confronto contra Harvey Dent de Aaron Eckhart , com o último amarrado a uma cama de hospital. A forma bizarro do Coringa na cabeceira, sua confissão do que ele faz de impulso e anarquia - "Eu sou um agente do caos" - e sua ambivalência em absoluto a possibilidade de morte nas mãos de Dent (desde que o que ocorre solidifica transformação de Dent em Duas-Caras) servem para verdadeiramente oferecer um diagrama do que este personagem é, e dar a Ledger o centro das atenções em uma das cenas mais íntimas do Coringa. A frase que realmente define o personagem é quando ele diz " Eu sou como um cão atrás de um pneu nos carros, quando eu alcanço, não sei o que fazer com ele". Fenomenal. Sem mencionar sua roupa de enfermeira que é muito engraçada.

Fonte: http://www.clarimdiario1.blogspot.com.br/2013/01/as-melhores-performances-dos-filmes.html#more
Postar um comentário