quinta-feira, 1 de agosto de 2013

RetroComics:: Vingadores - A Vingança de Ultron

[ por Rafael Nunes ]
Quando Kurt Busiek (escritor) e George Perez (desenhista) assumiram o título dos Vingadores em 1998, talvez os leitores não imaginavam que o grupo passaria por uma de suas melhores fases, principalmente após o fracasso de crítica do projeto “Heróis Renascem”, que foi uma tentativa frustrada de revitalizar alguns dos principais títulos da Marvel (Capitão América, Homem de Ferro, Vingadores e Quarteto Fantástico) sob comando de Jim Lee e Rob Liefeld.

A Vingança de Ultron (publicado no Brasil em Homem-Aranha Premium #13) é o ápice da dupla à frente do título, em que os Vingadores  mais uma vez tem de encarar Ultron, o robô maligno criado pelo cientista Hank Pym, que se voltou contra seu criador, criando atualizações por contra própria até tornar-se o andróide mais mortal que a humanidade já viu, e isso ainda porque seu objetivo é simplesmente erradicar a raça humana e substituí-la por uma raça de robôs sob seu comando.

A história começa com os Vingadores promovendo uma entrevista coletiva para anunciar dois novos membros, Justiça e Flama, dois jovens que foram membros dos Novos Guerreiros alguns anos antes. Mas assim que começam a entrevista a Vespa adentra a sala para avisar que o Jaqueta Amarela (Hank Pym), foi sequestrado, e que Ultron pode estar por trás disso. Após uma batalha com Alkhema, a robô fêmea criada por Ultron, a equipe descobre que o robô destruiu um país (fictício) do leste europeu chamado Eslorenia, deixando nenhum ser vivo em seu território. E rapidamente é enviada uma equipe para investigar, que também acaba sendo sequestrada por um exército de Ultrons, conseguindo subjugar até mesmo a Feiticeira Escarlate, uma poderosa vingadora que certamente consegue derrotar o maligno robô sozinha.
O plano de Ultron é criar um padrão mental para uma nova raça de andróides criados por ele que servirão aos seus propósitos, e cabe a equipe, que inclui o Pantera Negra e Flama, detê-lo. Os Vingadores conseguem adentrar o esconderijo de Ultron e pôr um fim ao massacre.
Um dos pontos fortes do roteiro de Busiek é que ele consegue transformar as mulheres em protagonistas tão fortes quanto os ‘pesos pesados’ da equipe. É interessante perceber que quando a Vespa entra pela janela da Mansão dos Vingadores eles estão em uma coletiva de imprensa, essa cena em particular relembra algo similar que ocorreu em Avengers #202 (inédita no Brasil), também desenhado por George Perez, quando Janet surge, exausta após voar de Nova Iorque a Nova Jérsei, para alertar os Vingadores que um grande mal se aproxima. Veja abaixo:



Kurt Busiek também faz um trabalho excelente ao melhorar uma história, que embora clássica, seja um tanto fraca, quando Hank Pym, sob influência de Ultron, bate na Vespa (na época esposa do cientista) durante uma discussão no qual ele acabara de mudar seu traje para voltar a ser aceito e respeitado pelos Vingadores, o que terminou em seu divórcio com Janet. Quando ela conta a Feiticeira Escarlate, que embora Hank fez errado ao bater nela, e é o único culpado, ela leu diversos livros de auto-ajuda desde então, por, de alguma forma, ainda se sentir culpada pelo que aconteceu. E assim como naquela vez, nesta história, Ultron está novamente atrás da destruição de seu criador, focando não somente Hank, mas também Janet e seus aliados como moldes para novos robôs que irão substituir a humanidade. E agora cabe aos Vingadores deter a ameaça.
George Perez também faz um excelente trabalho, especialmente na mudança e modernização do visual da Feiticeira Escarlate. Já os demais personagens são desenhados por maestria, como somente alguém com sua competência consegue mostrar.

A Vingança de Ultron é não somente uma ótima história para antigos fãs dos Vingadores, mas também uma ótima porta de entrada para novos leitores, e um dos melhores trabalhos no currículo de Kurt Busiek.
Acompanhem o trabalho de Rafael Nunes
[TransformersComicsBaú da Marvel, Baú da DC e Superscans]
Postar um comentário